10 melhores iscas para o Tucunaré açu

por Roberto Conti


Quem quer pegar um açu levanta a mão!! Agora é hora de preparar os equipamentos para a temporada de pescaria na amazonas em busca dos grandes tucunarés açus, (Cichla temensis).


A ideia é bater o recorde, que é de 13,190. Para isso, precisamos dos melhores e mais resistentes equipamentos desenvolvidos para pescaria esportiva de alto rendimento. Varas com ação adequada para cada tipo de isca artificial, carretilhas com recolhimentos lentos e rápidos para fazer as iscas trabalharem na mais plena cadência que seus projetistas as desenvolveram, linhas extremamente fortes e lideres de alta resistência. Mas nada adianta, se nossas iscas não forem bem escolhidas e preparadas para aguentar a destruição. Lembre-se que o tucunaré açu faz coisas com nossos equipamentos que nenhum outro peixe é capaz de fazer. Então temos o dever de deixar nosso equipamento qualificado para a guerra.


Estas dicas são valiosa para os pescadores que estão com sua viagem de pesca marcada para o Rio Juma, Barcelos e entre outros. Conheça nossos pacotes de pesca clicando aqui.


O que costumo fazer numa viagem para a Amazônia, é ter alguns conjuntos individualizados para cada tipo de isca. Então, no barco, deixo montados seis conjuntos. Um para iscas de hélices, outro para iscas que trabalham em zigue-zague e sticks, outro para twitch baits (as iscas de sub superfície sem barbela que têm o nado errático), mais um para iscas de meia água, o quinto para jigs e colheres e o sexto, um conjunto coringa que posso me adequar para qualquer tipo de isca. Em um próximo post, posso falar mais sobre equipamentos. Nesse, vou me ater as iscas.

Bom, tem gente que não gosta de levar muitas iscas para as pescarias. Eu já vou armado até os dentes. Quatro estojos compõem minha mala de pesca. Eu gosto de variar e tentar me adequar para cada situação de pesca, como as variações dos pontos de pesca, dos horários ao longo do dia, profundidade, comportamento dos peixes, se eles estão manhosos ou totalmente ativos e até variar ou não de acordo com o parceiro de barco. Mas isso tudo, me aprofundo numa próxima, deixa eu falar das iscas...



Para mim, têm 10 iscas que não podem faltar nos estojos amazônicos. São essas as minhas top 10:

- Rip Roller de 14 cm da High Roller (hélice)

- Trairão da Imakatsu (zigue-zague)

- Sará Sará de 12 cm da Lucky Moldes (zigue-zague / stick)

- Spitfire com 12 cm da OCL (stick / zigue-zague)

- Jumping Minnow T20 da Rebel (stick / zigue-zague)

- Bonnie 128 e 107 da Jackall (zigue-zague / stick)

- Mag Squad também da Jackall (meia água)

- Jerk SS de 10 cm da OCL (twitch bait)

- Krocodile de 28 g (colher)

- Jig articulado da Lure Maker com anzol 5/0 e 20 g de peso (Bonus)

Com essas iscas, fiz muita pescaria com peixes grandes. Mas não leve à risca e só leve 10 iscas. Leve variações de tamanhos e cores. As minhas cores coringas são:

- Osso

- Fire tiger (verde com barriga laranja e o dorso com riscas pretas)

- Branca com cabeça vermelha

- Cromada com barriga laranja e dorso preto

- Cores cítricas com amarelo marca-texto, rosa-choque, verde-limão e laranja-neon

Então já vá se preparando para a próxima batalha. Arrume seu arsenal e esteja pronto para a guerra!

Boa pescaria!







0 visualização