Carretilhas para Tucunaré

por Roberto Conti

Vou direto ao assunto. Qualquer carretilha destinada à pesca com iscas artificiais serve para pescar os tucunarés?

Vou melhorar a pergunta: qualquer carretilha de perfil baixo, bem leve, com capacidade de armazenamento de pelo menos 70 metros de linha de multi de 45 libras, com drag de uns cinco quilos, relação de recolhimento de 8.0:1 e com pelo menos seis rolamentos serve para pescar tucunarés com qualquer isca artificial?

Pense bem antes de responder. Na minha opinião não.


Tem muitas variáveis que precisamos levar em conta antes de adquirir uma carretilha para pescar os tucunarés (todos os peixes, vai) com as artificiais. Uma coisa que o “Joãozinho” fala: “tem que ser a mais leve possível para eu aguentar uma semana de pescaria se me cansar ou ficar com dor no braço”.

Não concordo. Conjunto balanceado é que faz você cansar menos. As vezes uma carretilha mais pesada se adequa melhor numa determinada vara, e isso sim fará com que o equipamento seja mais “imperceptível” na mão do que só uma carretilha leve montada no conjunto. Pense nisso!

E a velocidade de recolhimento da carretilha? Quanto mais rápida melhor?

- Claro! Com o passar dos anos, a evolução da relação de recolhimento vem aumentando e isso é muito bom para nós pescadores, que a cada evolução, fazemos menos esforço e recolhemos mais rápido a isca, para conseguir arremessar novamente o mais depressa possível - diz “Joãozinho” levantando a mão para responder.

Mais uma vez não concordo! Existe o porquê das diferentes velocidades de recolhimento. Tem ocasiões que precisamos recolher rápido o excesso de linha que a isca de hélice deixou sobrando quando a trabalhamos, por exemplo. Mas quando temos uma isca que trabalha melhor com pouca sobra de linha? No caso das iscas que nadam em “Z”, ou zaras. Uma carretilha com recolhimento lento, fará com que ela trabalhe bem melhor.

- É, mas eu posso recolher mais lentamente a carretilha rápida para compensar - insiste “Joãozinho” com a mão levantada.

Tudo bem, até dá, mas tenha certeza que o nado não terá o mesmo impacto para despertar o instinto do peixe. Existe mais uma ocasião que precisamos de uma carretilha lenta. É quando a isca que usaremos tiver um arrasto muito grande na água. Spinnerbaits e outras iscas vibratórias que são trabalhadas com o recolher da carretilha (crank baits), por exemplo. Esta forte tração acaba desgastando o equipamento e o pescador. Carretilhas com relação de recolhimento mais lenta, deixa o trabalho mais “leve” e macio... Então pense duas vezes antes de querer só carretilhas de recolhimentos rápidos.

Agora falarei sobre a capacidade de linha. Sempre falamos que a quantidade ideal de linha é 100 metros da linha escolhida. Acho bem válido. Pode falar “Joãozinho”...

- O tucunaré não pode tomar nada de linha, porque se fizer isso, ele vai para o enrosco e isso fará com que o pescador perca o peixe, certo? Então para quê tanta linha?

Explico. Nas minhas pescarias eu arrisco arremessos longos (uso varas sempre acima de 6’3”, o que me proporciona arremessos mais longos) e não raramente o peixe ataca. Estou falando de arremessos com mais de 40 metros. Nisso, já foi 40 metros. Ainda tenho uma margem de 10 metros para não forçar o peixe e ele costurar a quiçaça caso ele consiga chegar nela (sim, alivio a linha se o peixe se emaranhar nos enroscos. Linha tencionada rompe mais fácil). Então estou falando de 50 metros. Se eu perceber que a linha está perdendo a resistência por estar bem usada, eu inverto a linha. Aí tenho mais 50 metros novos para usar.

- Tá! Então eu pego uma carretilha com capacidade de 50 metros de linha e o carretel de multi que comprei com 100 metros, eu abasteço duas vezes – observa “Joãozinho”. Então, já pensou se sua linha arrebenta? Ou pui? Aí você vai pescar no limite? Eu prefiro não arriscar. E já tirando a dúvida, se pensar em carretilhas com capacidade de 70 metros da linha escolhida, acho válido também. Nesse caso, pense em comprar carretéis de linhas com 150 ou 300 metros, para dar a carga certa sem desperdício (duas cargas no carretel de 150 metros e quatro no de 300, sobrando uns cinco metros em cada carga). Outro item importante nas carretilhas para a pesca dos tucunarés, é o drag, ou o poder de frenagem do carretel quando a linha está saindo, ou seja, o freio da carretilha ou a fricção. Não adianta ter uma carretilha que tenha um carretel com capacidade adequada, uma relação de recolhimento ideal para “tal” isca e com o peso compatível com a vara, se o freio não suportar a corrida do tucunaré. O drag é importantíssimo sim. Comece a colocar em pauta esse quesito na hora da compra. A cada ano que passa, os drags estão mais poderosos. Procure uma carretilha com maior “peso” na fricção possível. Explicando melhor: um drag de cinco quilos por exemplo, quer dizer que com a fricção toda apertada, a linha tencionada começa a ser liberada pelo giro do carretel quando a força de tração passar dos cinco quilos.

Agora vou dar exemplos das carretilhas que gosto de usar. Geralmente gosto de ter sempre pronto no barco, cinco conjuntos diferentes para as diversas iscas que eu costumo usar e um conjunto de backup, se algum outro falhar ou quebrar. Esses exemplos de carretilhas que vou citar, é para o uso em pescarias de tucunarés grandes. Para os menores, o que muda mais é a capacidade de linha das carretilhas. Como as linhas serão mais finas, as carretilhas vão diminuir de tamanho. Vou falar mais uma vez: essas são as que mais gosto de usar. No mercado, existem muitas opções similares. Procure a que mais se adeque a você.



Para hélices: - Shimano Curado K 201 XG (esquerda) - Recolhimento de 8.5:1

- Capacidade de linha de 110 metros de PE# 3.5 - Drag de cinco quilos


Para as zaras e poppers:

- Daiwa Zillion HLC 100 H (direita) - Recolhimento de 6.3:1

- Capacidade de linha de 100 metros de PE# 3.5 - Drag de seis quilos




Para twitch baits: - Shimano Scorpion 100 HG DC (direita) - Recolhimento de 7.2:1

- Capacidade de linha de 120 metros de PE# 3 - Drag de cinco quilos e meio




Para meia-água e vibrtórias: - Shimano Calcutta 101 XG (esquerda) - Recolhimento de 5.8:1

- Capacidade de linha de 100 metros de PE# 3.5 - Drag de seis quilos

Para jigs e shads: - Shimano Chronarch Ci4 151 (esquerda) - Recolhimento de 6.2:1

- Capacidade de linha de 100 metros de PE# 3 - Drag de cinco quilos


Pra cima deles!! E boa pescaria.

557 visualizações