Igor Assad em Robinson Crusoe - Chile


Isla Robinson Crusoe

Chile 🇨🇱

Abaixo um breve relato vivido e escrito pelo nosso cliente e amigo Igor Assad que viajou em nossa operação certificada por CucaPesca na Ilha de Robinson Crusoe no Chile.

"Afastada mais de 600 km da costa Chilena, a ilha oceânica que faz parte do arquipélago de Juan Fernández é cercada de histórias, belezas e uma natureza ainda altamente preservada e intocada. Pescaria armada com um grupo só de amigos, meu pai, Pitta, Luciano, Zé Maria e o Russo que ocupou a vaga de um amigo que não pode ir. Desde que se chega na ilha a geografia impressiona, chega a parecer que estamos em Marte, diferente de tudo que já havia visto. Rapidamente colocamos as tralhas na caminhonete e partimos para um barco que nos levaria até o porto, onde é a única parte habitada da ilha. Ficamos hospedados no Mirador Selkirk onde fomos tratados como reis. Foram 5 dias de pescarias seguidos de tirar o fôlego. Dias que toda hora eu achava que estava sonhando, não parávamos de pescar nem na hora do almoço. Além da quantidade de peixes impressionar, as batalhas deixam qualquer pescador experiente exausto, eram duras brigas com peixes estupidos, brigas assustadoras que quando vencíamos o oponente, tínhamos outra batalha, levantar o troféu para fotos! Agradeço do fundo de coração ao Ricardo, Jobi, Guillermo e Koke pelo carinho e atenção que tiveram com a gente todo instante, vocês são campeões, nos sentimos em casa! Valeu Cuca por toda logística perfeita."

Eu, Cuca, conversando com o experiente Igor e integrantes do grupo, me foi reportado que não teve um único modelo de jumping jigging que foi melhor ou fez grande diferença que o outro. Os nacionais e tradicionais modelos Dunn e Slim da NS foram muito utilizados. O que fazia diferença era o trabalho! Em alguns momentos trabahar o jigging em "speed"(subida rápida). Em outras situações um "retrieve" (recolhimento) e ação de vara firme, porém não tão rápido.

Ressaltaram também que jigs de 150-200g foram os mais utilizados durante a expedição, em conjunto com varas PE5-6 com molinetes 10.000 (shimano) ou 5.000 (daiwa). O pescador Victor Russo aprovou e recomendou asbastecer os molinetes com 300m linha de PE5-6 com aproximadamente 4 à 5m de leader fluorcarbono 100lb para dar resistência e durabilidade durante a semana de pesca intensa.

Pescar em Robinson Crusoe é uma experiência marcante na vida de qualquer pescador.

Viva essa experiencia. Conheça o pacote clicando aqui

Um abs especial aos integrantes deste barco: Igor Assad, Luciano e Victor Russo

#robinsoncrusoé #chile #saltywater #jigging #popper #colombia

107 visualizações